Sem categoria

9 Métodos de Como Acabar com Dores nas Costas (O 9 é incrível!)

Dores nas costas costuma ser umas das principais queixas dos pacientes nos consultórios médicos. A saúde de nossa coluna é fundamental no nosso dia-a-dia. Quando está bem, não nos damos conta do quão importante ela é.

No entanto, quando temos dores é que percebemos o quanto somos afetados. Nossa coluna é dividida em coluna cervical, que é a parte mais superior de nossa coluna, acima dos ombros, forma a nossa “nuca”, a coluna torácica, a região do meio das costas, e coluna lombar, a região mais inferior das costas.

Neste breve artigo, falaremos sobre a coluna lombar, embora as sugestões apresentadas possam beneficiar a nossa coluna como um todo. A seguir, então, algumas dicas de como proteger nossa coluna lombar no dia-a-dia e para aumentar a nossa sensação de bem-estar.

1) Mantenha a boa postura da coluna

A coluna lombar possui uma curvatura natural que chamamos de lordose, que se caracteriza por ser uma leve concavidade nas nossas costas. Manter a “posição neutra” nada mais é que manter essa curvatura na realização de nossas atividades diárias. O contrário de manter essa posição neutra seria o de arredondarmos a coluna, de forma similar a que acontece quando inclinamos nosso corpo à frente.

E o que faz da posição neutra da coluna a ideal? Nessa posição há uma maior estabilidade da coluna, os músculos estão numa posição em que uma contração leve pode manter a posição adequada de suas vértebras, os ligamentos estão protegidos pois não estão excessivamente esticados e o disco intervertebral (estrutura que se localiza entre as vértebras, funcionando como um absorvedor de impacto) fica protegido de uma possível herniação, como a temida e dolorosa hérnia de disco.

Durante as diversas atividades diárias é recomendado que mantenhamos a posição neutra da coluna, seja ao carregarmos ou empurramos um objeto ou ao nos inclinarmos à frente, seja em outras atividades, para que mantenhamos nossa coluna em ótimas condições. Alongamentos podem ajudar quem passa muito tempo sentado – tente alongar a cada 1h parado ou sentado.

2) Carregue objetos próximos ao corpo

“Levantar-se de tempos em tempos ao se trabalhar sentado é essencial para diminuir a sobrecarga na coluna.”

Ao carregarmos objetos, especialmente objetos pesados, quanto mais próximos os mantivermos de nosso corpo, menor será a força que teremos de fazer, e menor será a carga que será imposta nossa coluna lombar. Como exemplo, pegue uma mochila e segure-a com o braço esticado, e então dobre o braço e veja como fica mais fácil, tanto para o braço quanto para as costas.

3) Sente-se de maneira correta

Sentar-se com os quadris e joelhos dobrados a 90º é popularmente conhecida como “a maneira correta” de se sentar. Entretanto, não é realmente a ideal. Isso porque nela perdemos a curvatura natural da coluna lombar, a lordose que falamos no item um.

Para mantermos essa saudável curva da coluna é necessário que o ângulo entre nossas coxas e nosso tronco seja um pouco maior que 90º. E como conseguir isso? Colocando um apoio embaixo do bumbum, de forma que a altura de seu quadril esteja levemente acima da altura de seu joelho. Um travesseiro dobrado é a melhor aposta. Isso ajuda a manter a posição neutra da coluna lombar e assim ela estará mais protegida e você, mais confortável.

4) Quando trabalhar sentado execute intervalos

Levantar-se de tempos em tempos ao se trabalhar sentado é essencial para diminuir a sobrecarga na coluna. Após ficar alguns segundos em pé, alongue-se, esticando o corpo para cima e para trás, respire fundo. Procure evitar a inclinar o tronco à frente (isso sobrecarrega a coluna de forma semelhante a se você estivesse sentado). Você pode até associar o levantar com atividades próprias do trabalho ou do dia-a-dia, tais como atender ao telefone.Saiba mais: Hérnia de disco: o que é, sintomas e tem cura?

5) Faça exercícios físicos

“Mantenha o bom condicionamento de sua musculatura das costas e do abdômen. Com o corpo todo fortalecido sua coluna estará ainda mais protegida”

Mantenha o bom condicionamento de sua musculatura das costas e do abdômen, mas não negligencie o resto do corpo. Com os glúteos, coxas, pernas e braços fortalecidos sua coluna estará ainda mais protegida de possíveis problemas. Outra importante dica é tentar manter uma boa flexibilidade do corpo.

6) Evite dobrar a coluna logo após acordar

Ficar de pé e nos inclinarmos para frente, ou então abraçarmos nossos joelhos enquanto deitados são exercícios contra-indicados quando acabamos de acordar. E por quê? Por uma razão simples. O nosso disco intervertebral, quando ficamos deitados ou muito tempo sem nos movimentar, tende a acumular líquido em seu núcleo.

Se dobrarmos nossa coluna a frente quando muito líquido está no disco, a pressão contra o disco será grande, e assim correremos o risco do líquido romper o disco, causando uma hérnia. Se pretendermos realizar tais exercícios, devemos aguardar cerca de uma hora após termos levantado, pois o movimento do corpo vai ajudar a bombear o líquido “em excesso” e assim deixar o disco mais protegido.

7) Mantenha a saúde emocional

“Aspectos emocionais também colaboram para uma coluna tensionada. Um quadro depressivo, por exemplo, pode provocar muitas dores no corpo”, alerta o ortopedista. Se perceber excesso de tristeza, é importante procurar auxílio especializado.

8) Em caso de dor, procure um profissional

Caso você esteja sentindo alguma dor em sua coluna lombar, procure um especialista. As dores lombares podem ter diversas origens. Identificar o que realmente está acontecendo é fundamental para o tratamento adequado. Hérnias de disco, vértebras mal posicionadas, tensão muscular, são apenas algumas das situações que podem originar dores nas costas. A procura de um profissional é essencial para que ele possa realizar um tratamento adequado ou lhe encaminhar para o profissional apropriado.

9) Use o seu Kalma Mat

Kalma Mat é um sistema completo de accupressure (accupressão), baseado na arte da acupuntura milenar com a ultima tecnologia, sendo portátil, de fácil aquisição e que com 20 minutos de uso diário promete acabar com dores nas costas, de cabeça, pescoço, pernas e muitas outras.

Testamos o produto, e incrivelmente ele cumpre o que promete, apesar de que o ideal é procurar um profissional para avaliar e diagnosticar corretamente, pois as vezes é necessário intervenção médica. Mas mesmo para a recuperação pós-cirurgia, uso após atividades físicas e durante o dia a dia, recomendamos o Kalma Mat como a melhor opção hoje em dia para dores em geral.

Acesse agora e veja mais sobre o Kalma Mat

Referências Bibliográficas

MCGILL S. – Low back disorders – evidence-based prevention and rehabilitation – Human Kinetics, 1ª edição, 2002.

VIEL E., ESNAULT M. – Lombalgias e cervicalgias da posição sentada – conselhos e exercícios – ed. Manole, 1ª ed. Brasileira, 2000.