Blog, Techtudo

CS:GO: Na’Vi vence a G2 e fica com o título do PGL Major Stockholm 2021 | Campeonatos – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

A Natus Vincere venceu a G2 Esports, neste domingo (7), e se sagrou campeã do PGL Major Stockholm 2021, torneio mundial de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Essa também foi a primeira vez na história que a equipe do astro Oleksandr “s1mple” Kostyliev, um dos melhores jogadores de CS:GO de todos os tempos, levantou a taça de um Major. A competição foi decidida em uma série melhor de três partidas (MD3) em que a Na’Vi foi superior no duelo e chegou à vitória por 2–0, parciais de 16–11, na Ancient, e 22–19, na Nuke.

Vale destacar que a Na’Vi também se tornou a primeira equipe na história a conquistar um Major de forma invicta, sem perder um único mapa sequer durante sua campanha. Com a vitória, a equipe levará a taça para casa e a premiação de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,5 milhões). A seguir, veja os destaques da série entre Na’Vi e G2 na final do PGL Major Stockholm 2021.

🎮 Nak (CS:GO): conheça ex-jogador de Counter-Strike e atual técnico da MIBR

Na’Vi e s1mple conquistaram o primeiro título mundial de CS:GO no PGL Major Stockholm 2021 — Foto: Divulgação/PGL

Apesar de a Ancient começar com um round pistol perfeito para a Natus Vincere, que iniciou como CT, os primeiros rounds foram bem equilibrados e com muitos altos e baixos de ambas as equipes. Com Nikola “NiKo” Kovač fazendo o de sempre, liderando nos abates de sua equipe, e Nemanja “nexa” Isaković e François “AmaNEk” Delaunay quebrando o ritmo da Na’Vi em diversos momentos, a G2 conseguiu adquirir uma boa vantagem nessa primeira metade. Porém, Oleksandr “s1mple” Kostyliev fez um belo 4K em um momento decisivo para dar confiança para sua equipe virar o placar e fechar o half em 8–7.

Na virada de lados, a G2 venceu o segundo pistol e buscou a virada, mas a Na’Vi voltou a crescer para cima de seus adversários. Embora Audric “JaCkz” Jug tenha aparecido bem em um clutch para interromper essa sequência, a Na’Vi passou a fazer um trabalho impecável de after plants e ainda teve a dupla s1mple e Valerii “b1t” Vakhovskyi presente para se manter na frente do placar. Sem maiores dificuldades nessa reta final da Ancient, a Na’Vi fechou a conta em 16–11 para chegar ao tournament point.

s1mple fez 32 abates no duelo na Ancient — Foto: Divulgação/PGL

O mapa de escolha da Natus Vincere foi a Nuke, um local em que a equipe não sabia o que era derrota há muito tempo. A G2, como CT, fez o possível para tentar garantir uma boa vantagem nessa metade. Nesse caminho complicado, Denis “electronic” Sharipov assumiu o protagonismo da Na’Vi para buscar rounds importantes e manter sua equipe bem próxima do placar. Já do lado da G2, sobrou para Audric “JaCkz” Jug e Nemanja “nexa” Isaković garantir um bom lado CT para sua equipe e buscar a vitória por 10–5 nesse half.

Mesmo a Na’Vi tendo um CT bastante forte, a G2 não se amedrontou e iniciou a segunda metade vencendo o pistol. A equipe francesa tinha a vantagem de recursos no round seguinte, mas Kirill “Boombl4” Mikhaylov, Ilya “Perfecto” Zalutskiy e Valerii “b1t” Vakhovskyi trouxeram um round praticamente perdido e colocaram pressão para cima de seus adversários. A G2 ainda se recuperou muito bem apesar da dura derrota e chegou ao map point, mas a Na’Vi, de forma surpreendente, foi buscar o empate em 15–15 e forçou o overtime.

A G2 não sentiu o primeiro golpe ao perder o econômico no segundo half. No entanto, o segundo golpe, que levou a Nuke à prorrogação, foi muito mais pesado para a equipe francesa. Mesmo perdendo o primeiro round desse overtime, a Na’Vi assumiu as rédeas do duelo. A G2 ainda ensaiou uma boa recuperação e até forçou uma segunda prorrogação, mas s1mple e seus companheiros foram em frente, fecharam a Nuke em 22–19 e levantaram a taça do PGL Stockholm Major 2021.

Niko e seus companheiros tiveram bons momentos na série, mas não conseguiram quebrar a boa fase da Na’Vi no final — Foto: Divulgação/PGL

O torneio possui uma premiação total de US$ 2 milhões (cerca de R$ 11 milhões), que será dividido entre todas as participantes, além de uma vaga direta na final global do circuito da BLAST. Veja a divisão da premiação e a classificação final na tabela abaixo:

PGL Major Stockholm 2021 – Classificação Final

Colocação Equipe Premiação
Natus Vincere US$ 1 milhão (R$ 5,5 milhões) + Vaga na BLAST World Final
G2 Esports US$ 300 mil (R$ 1,6 milhão)
3°–4° Gambit Esports e Heroic US$ 140 mil (R$ 775 mil)
5°–8° FURIA Esports, Team Vitality, Virtus.pro e Ninjas in Pyjamas US$ 70 mil (R$ 388 mil)
9°–11° Entropiq, Copenhagen Flames e FaZe Clan US$ 17,5 mil (R$ 97 mil)
12°–14° Team Liquid, Astralis e MOUZ US$ 17,5 mil (R$ 97 mil)
15°–16° Evil Geniuses e ENCE US$ 17,5 mil (R$ 97 mil)
17°–19° BIG, Team Spirit e Movistars Riders
20°–22° paiN Gaming, Renegades e TYLOO
23°–24° GODSENT e Sharks Esports

Com informações de HLTV e Liquipedia


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: www.techtudo.com.br |