Blog, Saúde e Bem Estar

Empréstimo do Bolsa Família: Todos os beneficiários podem fazer? – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

Nesta quinta-feira (04/11) o Folha Go vai explicar aos interessados, sobre como funciona e do que se trata o empréstimo do Bolsa Família. Apesar de a opção ser voltada para os beneficiários do programa, existem, no entanto, algumas ressalvas que precisam ser consideradas. Quer saber mais? Confira na sequência.

Continuar depois da publicidade

Empréstimo do Bolsa Família: todos os beneficiários podem fazer? Entenda melhor – Imagem: Divulgação UOL

O Programa Bolsa Família atende mais de 13 milhões de famílias carentes em todo o país e é, atualmente, o principal projeto voltado para a área social e de cidadania. Atua com o repasse mensal de valores destinados à saúde, alimentação e educação dos beneficiários.

Continuar depois da publicidade

Além do recurso, oferece condições facilitadas para a concessão de crédito. Entenda, portanto, como acontece e quem está apto ao empréstimo do Bolsa Família.

Leia também: Empréstimo para ampliar Bolsa Família permitirá entrada de mais pessoas; saiba mais

Continuar depois da publicidade

Empréstimo do Bolsa Família, do que se trata?

O empréstimo do Bolsa Família é uma modalidade de microcrédito desenvolvido dentro do Plano Progredir.

O projeto foi criado em 2007 pelo Ministério do Desenvolvimento Social e consiste, dessa forma, no auxílio financeiro concedido para a abertura de pequenos negócios e melhoria da vida dos beneficiários.

Sendo assim, o projeto concede empréstimos de até R$ 15 mil para microempreendedores que estejam devidamente inscritos e que possuam os dados atualizados no Cadastro Único, para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Portanto, beneficiários inscritos no programa que queiram investir, abrindo um negócio próprio, têm a oportunidade de solicitar o crédito, desde que atendam a certos critérios, pois nem todos os beneficiários do programa estão aptos à concessão do empréstimo.

Quem pode fazer o empréstimo

Para solicitar a linha de crédito do Bolsa Família é necessário atender a regras estabelecidas pelo regulamento, a entender:

Possuir outra renda além do benefício, como um emprego formal (sob o regime CLT, de carteira assinada);
Estar ciente sobre a fiscalização e permitir a visita de algum fiscal do programa;
Ter um fiador.

O fiador, neste caso, é de suma importância. Embora as taxas de juros sejam baixas (o que gera baixo risco de inadimplência), nos casos em que o solicitante não pague as parcelas, outras pessoas podem arcar com as despesas.

O valor dos juros irá corresponder à quantidade de parcelas, valor e situação de renda do solicitante. Mas, por se tratar de condições mais facilitadas, o empréstimo do Bolsa Família pode ser uma alternativa interessante para os beneficiários aptos.

Como fazer o empréstimo do Bolsa Família

Para pedir o crédito emprestado, além de atender aos critérios de participação, o interessado deve estar em dia com o programa. Sendo assim, deve atentar para o cumprimento das seguintes condicionalidades:

Ter todas as crianças da família matriculadas na escola, com a frequência exigida pelo programa (a qual deve corresponder a pelo menos 75%);
Estar em dia com os programas de saúde destinados às mulheres gestantes (pré-natal, exames e acompanhamento médico);
Caso tenha criança (s) recém nascida (s), todo o cronograma de vacinas deve estar atualizado.

Desse modo, se atender aos critérios, o interessado deve ir até uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) com toda a sua documentação e a do fiador.

A documentação necessária (tanto para o solicitante, quando para o fiador) é a seguinte:

Identidade e CPF;
Comprovante de residência e de renda;
Carteira de trabalho;
Cartão do benefício;
Inscrição no Cadastro Único.

Veja agora: Calendário Bolsa Família novembro 2020: 8ª parcela do auxílio estará disponível

Além desses documentos, também é necessário levar o cartão do benefício. Feita a solicitação, a análise será efetuada e em caso de aprovação, o valor poderá será retirado com o cartão do programa. A quantia, portanto, pode ser entre R$ 300 e R$ 15 mil, valor máximo do empréstimo do Bolsa Família.


Continuar depois da publicidade


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: folhago.com.br |