Blog, Smart Watches & Eletronicos, Techtudo

Golpe do falso pagamento lidera fraudes no e-commerce em 2021; proteja-se | Segurança – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

O golpe conhecido como “falso pagamento” liderou as fraudes aplicadas no e-commerce brasileiro no primeiro semestre de 2021. A prática, que tem funcionamento semelhante ao antigo golpe do envelope vazio, responde por 42% dos casos de crimes no comércio eletrônico no período e já causou prejuízo de R$ 6 milhões, número divulgado pela OLX e pela AllowMe, plataforma de proteção de identidades digitais desenvolvida pela Tempest.

  • Sete golpes online para ficar atento em 2021

O estudo analisou dados do mercado eletrônico brasileiro que incluíram sites, aplicativos e contas digitais, em comparação ao primeiro semestre de 2020. As informações foram apuradas em uma base de aproximadamente 20 milhões de contas abertas em plataformas online. No ranking, também é possível encontrar o golpe da “Falsa Venda” e o roubo de dados, que representam respectivamente 25% e 23% dos crimes no comércio eletrônico no mesmo período.

Golpe do falso pagamento lidera fraudes no e-commerce em 2021; saiba como se proteger — Foto: Pond5

No golpe do falso pagamento, o fraudador cria um comprovante falso com os dados do depósito e envia por e-mail ou aplicativos de mensagens ao vendedor, fazendo a pessoa acreditar que o valor foi depositado. A vítima, então, realiza a entrega do produto. Quando percebe que foi enganada, já é tarde: o fraudador já está com a mercadoria e não responde mais as mensagens.

Segundo o relatório da OLX e AllowMe, a maioria dos golpes de falsos pagamentos envolvem o comércio de eletrônicos, produtos que representam 78% dos casos da fraude. Os itens mais comercializados são celulares (47%), videogames (19%) e computadores (13%).

De acordo com os pesquisadores, esses itens são mais visados por conta do valor, da facilidade no transporte e na revenda. Os criminosos, por sua vez, agem de forma organizada. Eles se articulam em rede, criando diversas contas falsas, e-mails temporários e atraindo as vítimas por meio de anúncios ou abordagens em aplicativos de compra e venda. O estudo revela que 75% das atividades criminosas ocorrem entre meio-dia e meia-noite.

A principal orientação para não cair nesse golpe é só entregar o item após a confirmação do depósito na conta bancária. Espere o valor ser acusado no extrato do aplicativo do banco ou da carteira digital e não confie somente na apresentação do comprovante. Além disso, é recomendado manter as conversas nos chats das plataformas comerciais e evitar passar contatos pessoais, como telefone, WhatsApp ou e-mail, meios que podem tornar o rastreamento dos criminosos mais difícil.

“Os fraudadores atuam principalmente na falta de conhecimento dos usuários sobre os processos de compra e venda eletrônica para aplicar a engenharia social e enganá-los. Por isso, a educação digital é fundamental para que as pessoas possam identificar comportamentos suspeitos e se protejam das investidas dos golpistas”, explica Beatriz Soares, diretora de Produto e Operações da OLX.

É preciso ficar atento a compradores apressados, que insistem na entrega rápida do produto antes mesmo da confirmação do pagamento. Desconfie também de e-mails que apresentam domínios não-oficiais, endereços que não exibem nome da marca ou usuários que utilizam contas do WhatsApp não-verificadas.

Veja também: quatro dicas para proteger suas informações online

Quatro dicas para proteger suas informações online


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: www.techtudo.com.br |

Related Posts