Blog, PET - Cães e Gatos, Saúde e Bem Estar

Pet não é brinquedo: é preciso decisão consciente – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

(*) Por Noêmia Gomes 

Não é novidade que o relacionamento entre crianças e animais de estimação é extremamente saudável. Os pets influenciam no desenvolvimento dos pequenos e causam impacto positivo nas habilidades sociais e bem-estar emocional.

Muitas famílias, acreditam que basta apenas presentear a criança com um pet para que ela tenha uma companhia e todos os problemas estarão resolvidos, mas isso não é verdade. Introduzir um pet na família requer mais do que um ato impulsivo para agradar as crianças. Antes de comprar ou adotar um animalzinho, é importante fazer um planejamento e discutir entre os membros da família as questões relacionadas à posse responsável, levando em consideração a rotina e seu estilo de vida, se já tem outros pets em casa, as responsabilidades do dia a dia, se alguém apresenta alergias, possibilidade de objetos danificados por filhotes ou durante a adaptação, as condições financeiras para manter o animal, entre outras.

Se a família não estiver preparada, provavelmente terá problemas.

Uma decisão consciente evita que o destino do pet seja o abandono nas ruas ou a devolução ao abrigo de origem. Dados da Organização Mundial da Saúde apontam que no Brasil existem cerca de 30 milhões de animais abandonados, sendo 20 milhões de cães e 10 milhões de gatos.

Foto: Jhonny Duarte

Pode até não parecer, mas abandonar ou devolver um pet por uma atitude precipitada, causa grande impacto nos bichinho, é o que alerta a médica veterinária Lara Volpe. “Os animais são capazes de experimentar sentimentos como alegria, dor, tristeza e solidão. Diante disso, a conscientização sobre a guarda responsável é ainda mais importante”, observa.

Ao optarem por incluir um pet na família, os novos tutores devem assumir as responsabilidades e zelar pela sua saúde, e os cuidados começam com a alimentação. “Os animais têm necessidades específicas que dependem do seu porte, da idade, da condição física, entre outros fatores. Filhotes têm necessidades diferentes de animais adultos e idosos, assim como os castrados, os com tendência ao ganho de peso, ou ainda os de pelagem longa”, orienta.

A veterinária explica que oferecer um alimento vai além de saciar a fome do animal de estimação. “O cuidado com a nutrição dos pets pode evitar doenças e garantir uma vida longa e saudável, por isso, a recomendação é que os tutores busquem alimentos completos, que forneçam todos os nutrientes que ele precisa em cada momento da sua vida”, comenta.

Noêmia Gomes é jornalista e comanda a seção “Amor de Pet”


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: campinas.com.br |

Related Posts