Blog, Saúde e Bem Estar

Poderá um smartwatch um dia prevêr quando o utilizador vai ficar doente antes mesmo deste o saber? – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

Neste momento investigadores encontram-se a averiguar a forma como os dados sobre a nossa saúde são recolhidos pelos dispositivos chamados de “wearables” , e em como os mesmo poderão antever um possível estado de doença do seu utilizador.

Foi publicado pelo site Gizmodo um excelente artigo onde o tema dos  “wearebles” e a nossa saúde estão em foco. Segundo o mesmo, podemos resumir que os dispositivos podem vir a ajudar o utilizador a antever uma doença, antes mesmo por exemplo de ter uma gripe ou mesmo estar infectado pela COVID-19 e tudo isto sem saber, dado ainda não ter qualquer sintoma da mesma.

Segundo o mesmo artigo é possível ler que o artigo especula sobre os sensores existentes em um smartwatch ou uma banda dedicada ao acompanhamento da nossa saúde e exercício físico como as Fitbit, poderem vir a dar um feedback imediato de modo a detectar em estágios iniciais de uma doença, e levar o utilizador logo a tomar medidas de precaução no início da doença.

Mas como na maioria das coisas, existe sempre um problema. E neste caso é o chamado “timing”. Enquanto a tecnologia deste tipo de dispositivos vai melhorando e evoluindo nesse sentido, pode não vir a tempo de ajudar a luta contra a doença COVID-19, mas a esperança é de que num futuro breve os “wearables” possam até avisar o utilizador que dentro em pouco irá estar com gripe ou em vias de desenvolver uma doença como a diabetes tipo 2.

Mas como funciona afinal? Bem, se possuí um desses dispositivos que consegue detectar a sua batida cardíaca, então hipotéticamente têm os requisitos necessários para a ferramenta funcionar. Imagine por exemplo uma aplicação que consiga monitorizar a sua batida cardíaca e o seu nível de oxigénio no sangue (ambos utilizam o mesmo tipo de sensor para funcionar), e o vai avisar depois de receber os respectivos dados recolhidos pelo sensor de que dentro em breve irá ficar doente?

Investigadores repararam que existe um sintoma comum mas muito subtil na química do seu sangue, que é um grande sinal de uma infecção viral ou bacteriológica no seu corpo como por exemplo a gripe, dor de garganta ou a COVID-19. Isto porque o nível de oxigénio no seu sangue ou a batida cardíaca em repouso são dois indicadores bastante importantes em detectar a alteração dessa química.

Mas após algumas entrevistas aos investigadores, os mesmo admitem que ninguém terá a certeza que as coisas possam vir a funcionar assim de um modo tão linear quando o demonstrámos.

Fonte: AndroidCentral

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: www.maistecnologia.com |