PUBG: relembre polêmicas envolvendo o Battle Royale | Battle Royale – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG) é um Battle Royale disponível para download no PC (Steam), PlayStation 4 (PS4), Xbox One, e em versão mobile para celulares Android e iPhone (iOS). O jogo foi lançado em 2017 e chegou a atingir um pico de dois milhões de players simultâneos no fim do mesmo ano, tornando-se um fenômeno mundial. Embora a quantidade de usuários tenha caído, PUBG continua bastante ativo e coleciona polêmicas. Entre os casos de maior repercussão estão personagens com genitália em evidência, skins com conotação sexual e proibições do jogo em países. Relembre, a seguir, polêmicas envolvendo o PUBG.

PUBG: entenda novo Modo Ranqueado, seus patamares, pontos e regras

PUBG tem crossplay entre consoles — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Quer comprar jogos, consoles e PC’s com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Skin com conotação sexual

A skin Leo Jumpsuit gerou bastante polêmica na comunidade de PUBG após os jogadores detectarem um bug em que a cauda da fantasia ficava entre as pernas durante a queda do avião. O bug resultava em uma imagem com conotação sexual. A skin foi adicionada no patch 4.3 como parte do evento de Halloween em setembro de 2019. Após a repercussão negativa, a desenvolvedora PUBG Corp removeu a skin do game e reembolsou os jogadores que a haviam comprado. No entanto, os usuários que adquiriram ainda puderam continuar equipados com a máscara de leão, que integra o visual da Leo Jumpsuit.

Fantasia de leão do PUBG tinha imagem com conotação sexual — Foto: Reprodução/Reddit salmonellakillaa

Detalhes da genitália feminina no servidor de teste

Após as manifestações, o desenvolvedor do PUBG, Brendan Greene, esclareceu no Twitter que o “modelo de personagem foi elaborado por um colaborador externo quando tinham iniciado o projeto”. Ainda na publicação, Greene esclareceu que o arquivo não havia sido modificado por dois anos e que seria alterado em breve. O desenvolvedor terminou o tweet se desculpando.

PUBG proibido na Índia e Nepal

O PUBG também já foi proibido em alguns países. Na cidade de Ahmedabad, no estado de Gujarat, na Índia, as autoridades proibiram PUBG Mobile depois de pais e professores alegarem que o jogo era muito violento e promovia uma distração nos jovens durante os estudos. De acordo com o The Verge, em março de 2019, ao menos dez estudantes universitários foram detidos pela polícia por jogarem PUBG. Embora proibido em Ahmedabad, o game continuava disponível para o restante da Índia.

No Nepal, a Divisão Metropolitana de Crime ordenou que todos os provedores de Internet e operadoras móveis proibissem o PUBG. Além disso, a determinação também previa deter jogadores que estivessem jogando o Battle Royale. O motivo da suspensão, de acordo com as autoridades nepalesas, era que o PUBG incitava o vício e as agressões. Em 19 de abril de 2019, a Suprema Corte do Nepal decidiu suspender a proibição.

PUBG foi proibido na Índia e Nepal após acusações que incitava agressões e distraia estudantes — Foto: Divulgação/PUBG Corp

O novo título conta com algumas alterações que atendem às demandas do governo chinês. Por exemplo, a animação de personagens abatidos mostra o inimigo acenando, em vez de caindo no chão.

Abate do inimigo foi substituído por aceno de mão em Game of Peace — Foto: Reprodução/Tencent


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: www.techtudo.com.br |