Quarentena: passeio com pet não será permitido no Recife e em mais quatro cidades – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

Para os donos de animais de estimação, principalmente de cachorros, em algum momento do dia existe uma “hora sagrada”: a hora do passeio. É durante essa caminhada que o pet geralmente faz as suas necessidades fisiológicas e diminui a agitação. Porém, com o avanço da pandemia novo coronavírus em Pernambuco e as novas medidas mais rígidas adotadas pelo Governo do Estado para tentar frear a disseminação da Covid-19, esse passeio estará temporariamente proibido a partir deste sábado (16), nos cinco municípios em que as medidas passam a valer: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata. 

De acordo com a secretaria de Defesa social (SDS), as casas de ração e clínicas veterinárias, no entanto, permanecerão abertas para o atendimento, e uma alternativa à proibição do passeio para quem mora em edifícios é negociar com o síndico do condomínio a liberação em caráter excepcional dessa caminhada dentro da área do próprio prédio. Já para quem mora em casas, o ideal é fazer o passeio no quintal da residência. Os passeios não serão permitidos nem nos entornos das residências.

Contudo, nem toda casa dispõe de quintal e alguns pets podem apresentar dificuldade por causa da alteração na rotina. A médica veterinária Ana Carolina Leite destaca a importância da paciência durante esse período de adaptação do animal. “É uma mudança radical. A gente passa a vida ensinando aos animais que não podem fazer xixi e cocô dentro de casa e agora teremos que ensinar o contrário. Mas, com paciência, eles entenderão que agora podem e que será necessário. Devemos ter calma ao apresentar a nova situação para eles”, pontuou.

Leia também:

Pernambuco confirma mais 687 casos e 74 mortes por Covid-19

Pernambuco adota medidas mais rígidas para combate ao coronavírus

Caso passado um tempo e o animal não se adapte de maneira alguma aos novos hábitos, a veterinária orienta que os donos fiquem bastante atentos à saúde do animal. “O que pode acontecer é que, passados 2 ou 3 dias sem que o pet consiga fazer as necessidades fisiológicas, haja uma constipação, que pode causar danos e um risco maior de doenças no trato digestivo e urinário do animal”, afirmou.

Com relação a alterações comportamentais, a profissional ressalta que poderá ser comum, mas que com algumas estratégias como apresentar um novo brinquedo ao animal, essas mudanças de humor podem ser facilmente controladas.

Confira algumas estratégias para adaptar o animal durante o período de quarentena:

– Seja criativo. Gaste mais tempo com o seu animal realizando novas brincadeiras e entretendo-o com novos objetos;

– Escolha um local fixo dentro de casa e apresente o local novo para o seu pet entender que poderá fazer as necessidades nesse lugar específico;

– Como a coleira remete a passeio, o ideal é tirar o objeto da vista do seu animal de estimação;

– Muitos donos se preocupam com a sujeira que pode ser acumulada. Para evitar o problema, podem ser feitos o uso de tapetes higiênicos ou jornal.



Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus






 

Veja também

Mais de 8 milhões já foram notificados com a Covid-19 no mundo
Pandemia

Mais de 8 milhões já foram notificados com a Covid-19 no mundo

Ministério da Saúde quer equipar leitos intermediários com suporte de ventilação
Covid-19

Ministério da Saúde quer equipar leitos intermediários com suporte de ventilação


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: www.folhape.com.br |