Blog, PET - Cães e Gatos, Saúde e Bem Estar

Saiba como cuidar da saúde bucal de cães e gatos, e confira dicas para escovar os dentes deles – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

Nos consultórios veterinários, os problemas dentários são casos comuns em cães e gatos, indo desde mau hálito, dentes lascados ou quebrados, até cáries, doença periodontal e depósitos duros de tártaro nos dentes. A saúde de um bichinho deve ser tratada integralmente, e, de preferência, preventivamente. Por isso, é importante não deixar que os animais desenvolvam esses quadros, que muitas vezes podem trazer incômodo e dor.

De acordo com a médica veterinária Thais Matos, é frequente que esses sintomas ocorram quando o tutor não sabe como escovar os dentes do pet e deixa de fazer a limpeza rotineira, o que ocasiona no acúmulo de placas bacterianas nos dentes e na gengiva.

“O tártaro são aquelas manchinhas na base do dente que variam da cor amarelada até o marrom escuro. Se não tratado, esse tártaro (a placa já endurecida) pode causar a doença periodontal. A condição é responsável por graus variados de inflamação e infecção da gengiva. Em casos mais severos, não é raro que o animal já tenha perdido algum dente ou que eles estejam bem amolecidos. A doença pode causar dor e, de acordo com o grau, até interferir na alimentação”, explica Thais.

Como o tutor não conseguirá remover esse tártaro com a escovação – se tentar, provavelmente vai causar um sangramento na gengiva – a orientação é escovar com delicadeza e procurar um médico veterinário odontologista, pois geralmente é necessário um procedimento cirúrgico para remoção do tártaro.

Somente o profissional pode indicar o melhor tratamento para cada caso. No entanto, na maioria das vezes, é recomendado uma limpeza dentária profissional para o pet. “Trata-se de um procedimento realizado em clínica ou hospital veterinário, onde o pet precisa ser anestesiado. Não é muito diferente do que acontece com a gente quando vamos ao dentista. Geralmente é um procedimento bastante simples e sem complicações, e pode ser realizado em cães e gatos, jovens ou até mesmo mais idosos”, comenta a especialista.

A principal recomendação para evitar problemas futuros é manter a saúde bucal do pet em dia, por meio da escovação frequente e com creme dental apropriado para o uso em animais de estimação. “É muito importante lembrar que tanto a pasta como a escova devem ser específicas para pets. O tutor pode optar ainda por usar uma gaze na hora da escovação. A pasta dental utilizada por nós humanos possui flúor em sua composição, um ingrediente extremamente tóxico para cães e gatos”, esclarece Thaís.

Se o tutor nunca escovou os dentes do pet e resolveu começar agora, é melhor passar por uma avaliação veterinária antes. Isso porque se ele já apresentar um caso de tártaro grave, dentes amolecidos ou até mesmo sangramento na gengiva, o tutor pode acabar machucando a região ao fazer a limpeza sem orientação. Petiscos e carinhos como recompensa após a escovação podem fazer com que o animal associe o cuidado a algo positivo, tornando o momento menos estressante.

Existem ainda produtos que prometem ajudar na diminuição da placa bacteriana. Eles devem ser utilizados junto com a escovação e não como substituto dela, assim como os petiscos dentários para cães e petiscos dentários para gatos.

Como escovar os dentes de filhotes

A dica mais importante para quem não sabe como escovar dente do cãozinho é: comece cedo. Enquanto é filhote, ele é mais receptivo às novidades e fica bem mais fácil introduzir o hábito com a ajuda de bastante reforço positivo (sempre que ele colaborar durante a escovação, faça festa e use frases como “bom garoto ou boa garota” e/ou ainda “muito bem”). Se preferir, comece massageando a gengiva com uma gaze, e vá apresentando o creme dental (específico para pets) e a escova aos poucos.

Como escovar os dentes de cães adultos

A Academia Americana de Medicina Veterinária recomenda que a escovação dos dentes no cão seja feita diariamente. Como manter essa rotina pode ser um pouco difícil com a correria do dia a dia, fazer a limpeza algumas vezes na semana é suficiente para cuidar da saúde oral do seu cão. Começar a escovação no pet adulto exige um pouco mais de paciência, mas não é impossível.

Escovar os dentes do cão envolve acostumá-lo a um novo hábito, então, escolha um horário em que ele está mais calmo e relaxado (após o passeio ou banho, por exemplo) e faça disso uma rotina. O tutor precisa ter bastante paciência e não apressar o processo de adaptação. Comece massageando as gengivas com o seu dedo, depois acrescente a pasta e a gaze e, só então, a escova. Faça movimentos circulares e não coloque muita pressão. Lembre-se de só passar para a fase seguinte quando sentir que ele está confortável.

Como escovar os dentes dos felinos

Além da escova e do creme dental (todos específicos para pets), não esqueça de ter ao lado um paninho e também alguns petiscos (escondidos do animal) para recompensar o bichano. É bem provável que ao pegar o bichinho no colo, ele fique agitado e queira brincar. Espere ele se acalmar e, com uma das mãos, suavemente, comece a levantar os lábios do gato em curtos intervalos.

A outra mão pode ficar acariciando o corpo do felino. Depois que ele se acostumar ao toque de seus dedos, é chegada a hora de mostrar a ele a escova e a pasta de dente. Deixe-o sentir o cheiro de todos os itens e até dar uma pequena lambida na pasta para conhecer seu sabor. Finalize oferecendo um petisco para ele entender que se trata de uma experiência positiva. Ajeite o gato no colo, levante seus lábios e use a escova com um pouco de pasta.

Mantenha os movimentos suaves e a voz tranquila para transmitir segurança ao bichinho, começando a escovação pelos dentes grandes (caninos), como se estivesse os varrendo de cima para baixo. À medida que o pet for acostumando, avance para outros dentes. Outra opção é envolver seu dedo em um pedaço de gaze e um pouco de creme dental para fazer a higienização bucal. Não esqueça de sempre recompensar o animal com um brinquedo ou guloseima ao final da tarefa – mesmo que ele não tenha se comportado muito bem -, a tendência é que com o tempo ele vá se acostumando.

 

*Matéria feita em colaboração com a DogHero.


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: jc.ne10.uol.com.br |

Related Posts