Blog, Techtudo

Valorant: FURIA vence a Australs e está classificada para o mundial | Campeonatos – [Blog GigaOutlet]


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!

A FURIA Esports venceu a Australs, neste domingo (17), e está classificada para o Valorant Champions, o mundial do FPS da Riot Games. O desafio da equipe brasileira na série melhor de cinco partidas (MD5) não era nada fácil. A Australs vinha mostrando um Valorant de alto nível e já havia deixado outras equipes brasileiras pelo caminho durante o Last Chance Qualifier. Porém, hoje era o dia da FURIA, que ignorou totalmente a boa campanha da equipe chilena, dominou o confronto de ponta a ponta e fechou a série em 3–0, parciais de 13–2, na Icebox, 13–6, na Ascent, e 13–5, na Split.

Com o resultado, a FURIA se junta às brasileiras Team Viking e Vivo Keyd no mundial, que acontece em Berlim, na Alemanha, a partir do dia 1° de dezembro. Além da vaga no Champions, a equipe brasileira encerrou a campanha no Last Chance Qualifier levando também a premiação de R$ 90 mil. Veja, a seguir, os destaques da série que garantiu a classificação da equipe brasileira.

Phoenix no Valorant: confira dicas e curiosidades do agente britânico

Em uma série dominante, FURIA ignorou o favoritismo da Australs, ficou com o título do Last Chance Qualifier e irá para o mundial — Foto: Divulgação/Riot Games

Em seu mapa de escolha, a Australs iniciou mostrando o seu cartão de visitas e venceu o round pistol na defesa. No entanto, a FURIA tinha um recado preparado para enviar à equipe chilena. Após vencer o round forçado seguinte, a equipe brasileira passou a crescer muito nessa Icebox, pegou a liderança e não a perdeu mais. Khalil “Khalil” Schmidt (Killjoy) e Agustin “Nzr” Ibarra (Sova) fizeram uma excelente apresentação no mapa e colecionaram muitos abates em cada round. A dupla abriu todo o espaço para sua equipe fazer um sólido ataque nessa primeira metade e fechar com o largo placar de 10–2.

Na defesa, a FURIA, além de contar com a bela atuação da dupla Khalil e nzr, também seguiu a causar um nó tático em seus adversários, que não encaixaram suas estratégias e muito menos suas balas na equipe brasileira. No final, um tranquilo 13–2 para a FURIA iniciar a MD5 com o pé direito e ainda mais confiança adquirida para os mapas seguintes.

A Australs voltou a ser superior no primeiro round pistol e conseguiu abrir a vantagem de 2–0 no econômico da FURIA. Os brasileiros iniciaram a recuperação no primeiro armado, com um bom retake no spikesite A, e chegaram ao empate com um clutch de Khalil “Khalil” Schmidt (Killjoy), que forçou o econômico dos chilenos. Matheus “Mazin” Araújo (Astra) também apareceu com um bom clutch, finalizado em duelo dramático contra Marco “Melser” Amaro (Omen). Depois, a FURIA construiu uma boa economia nessa defesa e fechou a primeira metade em 9–3.

Partindo para a defesa, a Australs ensaiou uma recuperação e começou a mostrar um nível de jogo semelhante ao que ela apresentou na fase de grupos e na semifinal. No entanto, a FURIA tinha uma vantagem tão grande que essa reação não a assustou. Além disso, Alexandre “xand” Zizi (Jett), que pouco foi acionado na Icebox, apareceu quando sua equipe mais precisava e foi importante para a FURIA assegurar a vitória na Ascent por 13–6.

De volta a um mapa de escolha da Australs, a FURIA venceu o primeiro pistol e construiu aquela pequena vantagem inicial. Embora a Australs tenha vencido o primeiro armado, a FURIA seguiu a surpreender com uma defesa bastante consistente e não deixou os chilenos se aproximarem mais do placar. Vicente “Tacolilla” Compagnon (Sage), que não vinha bem na série até então, começou a encaixar seu jogo e chegou a assegurar um round para sua equipe. Mesmo assim, a FURIA continuou muito superior nessa metade, até fechar com o placar de 9–3.

Na virada de lados, a Australs buscou uma recuperação, vencendo no pistol e no econômico da FURIA. No primeiro armado, os brasileiros fizeram uma boa movimentação para o spikesite B e pegaram os chilenos desprevenidos para chegar ao seu décimo ponto. Depois, a dupla Gabriel “qck” Lima (Viper) e Khalil “Khalil” Schmidt (Killjoy) teve um papel importante para acabar com a vantagem que a Australs conquistou e ficar com a vitória. Essa derrota abalou de vez os chilenos, que apenas viram a FURIA administrar o jogo e chegar à vitória em 13–5.

FURIA garantiu a vitória por 3–0, ficou com o título, a vaga e a premiação de R$ 90 mil — Foto: Divulgação/Riot Games

Na tabela abaixo, veja a classificação final da competição:

Valorant Last Chance Qualifier – Classificação Final

Colocação Equipe Premiação
FURIA Esports R$ 90 mil + Vaga no Champions
Australs R$ 55 mil
3°/4° Havan Liberty e Gamelanders R$ 30 mil
5°/6° Sharks Esports e Six Karma R$ 15 mil
7°/8° E-Xolos LAZER e Infinity R$ 10 mil

O Last Chance Qualifier foi um torneio que decidiu a última vaga sul-americana para o Valorant Champions, o mundial do FPS da RIot Games que acontece no mês de dezembro. Ao lado de FURIA e Australs, o torneio também contou com a presença de Gamelanders, Havan Liberty, Sharks Esports, Six Karma, Infinity e E-Xolos LAZER. O Last Chance Qualifier ainda teve um total de R$ 255 mil em premiações, que foi divido entre todas as oito participantes.

Acabou de baixar Valorant? Veja dicas que todo o iniciante deve saber


Acesse agora GigaOutlet e compre com desconto e frete grátis!


Fonte: www.techtudo.com.br |